×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 62

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 815

sábado, 02 maio 2015 00:00

Impressora 3D cura doença respiratória grave em três bebês

Written by

 

 

Médicos americanos salvaram a vida de três bebês que sofrem de traqueobroncomalácia, uma doença respiratória fatal, graças à produção de implantes produzidos por uma impressora 3D. Três anos após o procedimento, as crianças estão bem e respiram sozinhas. O estudo inovador foi publicado quarta-feira, no periódico científico Science Translational Medicine.

A traqueobroncomalácia se caracteriza por uma flacidez das paredes das vias aéreas, causando colapso da traqueia e dos brônquios na expiração. O dispositivo funciona como uma tala que ajuda a manter a traqueia aberta. A técnica ainda não foi aprovada pelos órgãos reguladores americanos. Os procedimentos, portanto, foram experimentais. A conduta é permitida já que as crianças corriam risco de morte. Segundo Glenn Green, professor de otorrinolaringologia pediátrica do Hospital Infantil C.S. Mott da Universidade de Michigan e principal autor do estudo, a doença causa infeções frequentes, o que reduz muito a expectativa de vida dessas crianças. "Trata-se da primeira cura para essa doença que tem matado crianças por muitas gerações", afirmou Green.

 

Kaiba Gionfriddo, com 3 anos, em sua consulta de acompanhamento na Universidade do Hospital CS Mott Children de Michigan em abril de 2015. Salvo por um dispositivo de impressão 3D em 2012. Crédito: Universidade de Michigan

 

Dr. Glenn reassalta: "Antes desse procedimento, os bebês com traqueobroncomalácia grave tinha pouca chance de sobreviver Hoje, o nosso primeiro paciente Kaiba é ativo, com três anos, saudável, está no pré-escolar com um futuro brilhante".

 

Agora a equipe irá testar o produto em um grupo maior. O próximo passo é agora implantar o dispositivo em 30 crianças que sofrem da doença em uma forma mais branda.

Dr. Green descreve no vídeo abaixo como ele e seus colegas da Universidade de Michigan trabalharam na busca da solução. (Fonte: Medical News Today)

Um suspiro de esperança para os pais, e uma imensa felicidade para a famílias das crianças que tiveram a sorte desse procedimento. Nessa, a tecnologia astralizou!

© 2008 Astraliza Entretenimentos. All Rights Reserved.

Please publish modules in offcanvas position.