domingo, 22 janeiro 2012 20:33

A relação entre estresse e o peso – aborrecimentos que engordam!

Written by

O estresse pode ser uma “grande dor de cabeça”, adoece os pensamentos, mais que isso, faz mal a saúde, e um deles é que engorda. O psico e físico estão interligados, precisamos entender, e cuidar de ambos para termos uma vida mais saudável.

Uma situação de estresse produz um forte aumento da taxa de hormônios do estresse no sistema circulatório: cortisol, insulina, adrenalina.

Tais como problemas cardíacos, hipertensão, diabetes. A gordura abdominal é um dos fatores da síndrome metabólica que afeta mais de 25% dos adultos nos países industrializados.

O Famoso Dr. Barry Sears, defende a “Dieta de Zona” * que se diferencia das outras por não só se fundamentar no princípio de todas as dietas que é emagrecer, mas no estado geral de saúde do corpo, tornando-se assim uma dieta adequada para qualquer pessoa que pretenda manter a saúde e a sensação de bem-estar físico e mental.

*Esta dieta foi seguida pelos famosos como Madonna, Jennifer Aniston, Brad Pitt ou Cindy Crawford.

Em seu livro “A inflamação silenciosa” Dr. Sears define stress como uma ruptura do equilíbrio normal do corpo. O cortisol que pode ser causado por uma lesão grave, uma doença crônica, o excesso de exercício, uma mudança de temperatura ou de umidade. Esta alteração causada pela hormona do stress, o cortisol, pode causar com o passar do tempo, efeitos negativos sobre a saúde. O cortisol é como todas as hormonas, quando segregada em quantidades adequadas, mantêm o equilibro delicado do corpo, mas em excesso origina problemas. Porém, o ritmo de vida da sociedade atual, o stress, que antigamente era apenas em momentos pontuais, agora é contínuo, ou seja, estamos submetidos ao stress crônico decorrente das exigências da vida moderna, isto faz com que, se produza um excesso de cortisol permanente. O cortisol quando é segregado em situações de stress agudo (stress de curta-duração) não supõe um risco para o corpo, mas prolongado no tempo, esta hormona, tem efeitos daninhos para todo o organismo.

A falta de sono, por exemplo, aumenta o cortisol. Os estudos demonstram, que se em vez de dormirmos oito horas, passamos a dormir seis horas, ao fim de uma semana aumenta significativamente os níveis de cortisol no corpo.

Um nível de cortisol cronicamente alto pode causar uma série de problemas de saúde:

- Destrói os neurônios responsáveis pela memória, comprometendo a saúde mental;

- Reduz a produção de testosterona, hormona que mantém e fabrica nova massa muscular;

- Provoca a libertação do açúcar armazenado no fígado, na corrente sanguínea, o que, faz subir a insulina; a insulina estimula o apetite induzindo o desejo por mais açúcar, é desta forma, que quando estamos estressados sentimos desejos de alimentos doces;

- Quando o seu corpo se adapta ao estresse crônico você tornar-se um hyperinsulico, que provoca o lançamento de uma nova onda de cortisol. Níveis altos de cortisol, engordam, depositando a gordura, sobretudo na região abdominal;

- Debilita o sistema imunitário, aumentando a propensão a desenvolver doenças.

- Diminui a libido.

Como solução para esse problema de estresse e uma alta taxa de cortisol, Dr. Sears propõe principalmente a inclusão de uma dieta com base em antiinflamatórios naturais, sendo o principal deles, o de óleo de peixe em doses elevadas, devido a riqueza dos ácidos gordos do omega-3.

Ele Recomenda outra ferramenta, que segundo a ele é comprovada: uma técnica de relaxamento.


O Dr. Sears acredita que o relaxamento, executado corretamente, pode produzir uma benéfica redução da taxa de cortisol no corpo. Qualquer atividade ou qualquer técnica de respiração em foco na concentração tem o efeito de liberar o espírito de pensamentos preocupantes, é automaticamente reduz a taxa de cortisol.

Você vai gostar de ler: 10 dicas para ser feliz.

A Respiração profunda permite oxigenar completamente os pulmões e queimar gordura. Relaxamentos podem ser máquinas reais para a perda de peso. Além do relaxamento físico, é essencial o mental. Sendo assim, relaxar pode ser mais que o poder de se concentrar, às vezes, é necessária uma mudança mais que no estilo de vida, mas na maneira de pensar. Analisar os tipos de pensamentos que mais ocupam sua cabeça durante todo o dia, e descobrir como deixá-los de lado, e valorizar aqueles pensamentos que nos alegram, e logo nos afastam do estresse. Não adianta fugir dos pensamentos, e utilizar de métodos ilusórios ou momentâneos. Devemos buscar métodos eficazes, gradativos à nossa dedicação, que nos proporcione acima de tudo saúde (lembre-se: física e mental) e bem estar – caminhos de quem almeja a felicidade. Afinal, as pessoas querem perder peso devido a saúde ou por estarem sentindo-se infelizes com elas mesmas.

Você vai gostar de ler: 10 motivos para fazer acupuntura.

© 2008 Astraliza Entretenimentos. All Rights Reserved.

Please publish modules in offcanvas position.