quarta, 10 agosto 2011 21:50

Bullyng – Material para pesquisas e enfrentamento

Written by

Bullyng - algumas pessoas não gostam da denominação estrangeira para a temática “, embora tenha político achando que é a violência contra  a "privacidade" do mesmo para práticas corruptas. Porém, uma denominação de caráter mundial, facilita na globalização dos estudos científicos e sociais.

Bullying é um termo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (do inglês bully,tiranete ou valentão) ou grupo de indivíduos causando dor e angústia, sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder. (Wikipédia)

A violência no ambiente escolar se destaca, afinal é onde passam a maior parte do tempo e esses atores se encontram.

Temos que ter o cuidado para não generalizar qualquer ato de violência (como o tal político).

Para facilitar a compreensão, não iremos nos estender, mas disponibilizaremos links interessantes, com material para download, dicas de filmes  e bibliografias – alguns interessantes para trabalhar entre educadores, outros com as vítimas e praticantes de bullyng, assim como para com os pais ou responsáveis dos mesmo.

Para começar, indicamos o download de um material modelo desenvolvido pela secretaria de educação do governo do Estado do Paraná - o caderno temático "Enfrentamento à violência na Escola" - CLICK AQUI PARA BAIXAR - vale a pena ler linha por linha. Os Paranaenses tem vivido ótimas experiências, segundo a mídia, em projetos voltados a educação e ao enfrentamento das temáticas pertinentes a violência. Existem dois Cadernos, e ambos são bem específicos, com definições conceituais, do trabalho de cada instituição, como Conselho Tutelar e Escola, com propostas objetivas e práticas.

Sites:

Observatório da Infância - Acessar

Ideais de Paz - Acessar

Bullyng não é brincadeira - Acessar

Comportamento Infantil - Acessar

Safer Net Brasil - Acessar

Filmes:

O filme distingue-se como recurso tecnológico, ajuda o professor, motiva os alunos, mas não transforma a relação pedagógica - é uma maneira de quebrar a rotina da sala de aula e fomentar a participação dos envolvidos. Devem ser considerados filmes que retratem o bullyng, mas também histórias que ajudem motivar os alunos para valores que educam e repelem a violência.

Dicas:

Diário de um banana - Sinopse: Greg Heffley é um garoto metido a esperto, que considera a fase escolar de ensino médio a coisa mais idiota do mundo. Para ele, tudo aquilo é uma área minada, povoada por crianças estúpidas e sem graça. Para sobreviver a isso, Greg tenta fazer algo que chame a atenção de todos e receba o reconhecimento que ele acredita merecer. Por isso registra todos os acontecimentos num
diário – que ele oportunamente chama de jornal.

Meninas Malvadas - Assista o Trailler

Te Pego Lá Fora - Jerry Mitchell é um tranqüilo e simpático estudante do colegial que vai entrevistar Buddy Revell, um colega recém-chegado, para o jornal do colégio Weaver, onde estuda. Acontece que o cara é um brutamontes, tem fama de psicopata e, além disto, não suporta ser tocado. É exatamente isto que Jerry faz, assim Buddy o desafia para uma briga no estacionamento, às 3 da tarde. Até lá Jerry tentará de tudo para que esta "execução" não aconteça.

O Discurso de um Rei - Desde os 4 anos, George é gago. Este é um sério problema para um integrante da realiza britânica, que frequentemente precisa fazer discursos. George procurou diversos médicos, mas nenhum deles trouxe resultados eficazes. Quando sua esposa, Elizabeth, o leva até Lionel Logue, um terapeuta de fala de método pouco convencional, George está desesperançoso. Lionel se coloca de igual para igual com George e atua também como seu psicólogo, de forma a tornar-se seu amigo. Seus exercícios e métodos fazem com que George adquira autoconfiança para cumprir o maior de seus desafios: assumir a coroa, após a abdicação de seu irmão David.  A importância da autoestima, e desta a partir da relação familiar ganha espaço no filme.

Outros títulos com sinopse e como trabalhar os filmes - ver em "Enfretamento da Violência Escolar" do governo do Estado do Paraná - página 140.

Livros

Manual Antibullyng para alunos, pais e professores do Dr. Gustavo Teixeira;

Bullyng - Mentes Perigosas nas Escolas, da Dra. Ana Beatriz Barbosa Silva

Pedagogia da Amizade: Bullyng - O sofrimento das vítimas e dos agressores de Gabriel Chalitas (Preço Aproximado - R$ 17,50)

Um Peixe de Calça Jeans de Allan Pitz (Indicado para crianças de 5 a 9 anos) visite o site oficial - acessar e veja mais sobre o tema.

Música

As músicas em inglês podem ser trabalhada na disciplina da língua - traduzir as palavras e a questão de violência!

Korn – Thoughtless

A humilhação passada por um estudante no ambiente escolar é exposta durante todo o clipe. Na letra ele questiona. “Por que vocês estão tentando tirar sarro de mim? Vocês acham isso engraçado?”. E ameaça. “Todo o meu ódio não pode ser contido... E eu puxarei o gatilho e você cairá, cairá, cairá”. O clipe saiu em 2002 (FONTE: Expressão da Música - Veja outras dicas clicando aqui)

Don't laugh at me (Não ria de mim) - Mark Wills : Veja a tradução - clica aqui

Video Clipe Oficial:

Ilustração não oficial:

O Dia não terminou - Detonautas: A intenção da música não é direta, porém com criatividade ou identificação, internauta associa a música com retratos da violência.

Matérias e Relatos:

Relato 1 - clica aqui

Relato 2 - clica aqui

Relato 3 - clica aqui

 

Com essa pequena seleção indicada terão links para diversos outros materiais interessantes.

A motivação pode ser através de brincadeiras objetivas ou não. O entretenimento que estimula a participação, cooperação e respeito além de influenciar o bom comportamento das crianças e adolescentes, destacamos essas atividades na escola, dispersam o tempo desses atores, que há um tempo atrás brincavam. Já diz o ditado popular, que "mente vazia é oficina do Diabo", as crianças de hoje parecem estar "desocupadas" demais para se "ocuparem" com coisas negativas. Os alunos ao invés de brincarem, e a disputa ficar para qual equipe irá ganhar uma brincadeira, estão planejando como pular o muro da escola, entrar com bebida alcóolica, ou se descabelar disputando um namorado que nunca irá namorar no conceito antigo de conhecer e relacionar-se. Os jovens dos anos 90 aprendiam beijar rindo, brincando de "salada mista". Hoje, as meninas estão indo parar no Conselho Tutelar por prática de bullyng - motivo "o garoto"que ambas gostam.

Os anos não voltam mais. Porém, filosofia ou não, as crianças de hoje são o nosso "amanhã". Vale a pena insistir na educação dos mesmos. Cada um fazendo a sua parte, sem preconceitos (pré-conceitos). O interesse é o primeiro passo. O segundo é compartilhar. O terceiro e demais fica a critério de cada íntrinsecos numa ação efetiva.

Clica aqui para buscas "Mais sites sobre bullyng"

Notícias sobre bullyng

Quem quiser, deixe mais dicas em nossos comentários. Fiquem atentos a futuros artigos com apresentação de bibliografias, sobre educação e comportamento.

© 2008 Astraliza Entretenimentos. All Rights Reserved.

Please publish modules in offcanvas position.