sexta, 15 junho 2012 23:29

Cientistas curam ebola em macacos - e os seres humanos podem ser os próximos

Written by

Macacos infectados com o vírus Ébola foram curadas por um cocktail químico administrado 24 horas após a exposição inicial. A descoberta poderá eventualmente resultar em um tratamento semelhante em humanos para esta doença, que mata até 90% das pessoas infectadas.

De acordo com o relatório , em Nature , os pesquisadores com base no Laboratório Nacional de Microbiologia em Winnipeg, Canadá, administraram três diferentes anticorpos para macacos infectados com o vírus Zaire - o mais mortal do vírus Ebola, e é um flagelo para aqueles que vivem na República Democrática do Congo e Gabon. A mistura, com o nome ZMAb, foi dada a dois macacos 24 horas após a infecção, e os outros dois 48 horas após a infecção - e todos os quatro sobreviveram sem efeitos secundários. Um macaco que não foi tratado morreu cinco dias após a infecção.

Gary Kobinger, um microbiologista médico que trabalha na Universidade de Manitoba, liderou o estudo. Os resultados foram publicados hoje na Science Translational Medicine .

O tratamento funciona a partir dos anticorpos que diminuiem a taxa de replicação do vírus no macaco infectado até o seu próprio sistema imunológico ser capaz de eliminá-los. Ao contrário de outros tratamentos, cocktail Kobinger contém múltiplos anticorpos que, individualmente, têm como alvo diferentes locais da glicoproteína, tornando mais difícil para o vírus Ebola resistir ao ataque.

Os anticorpos estão sendo desenvolvidos por uma empresa de biotecnologia sediada em Toronto, Canadá, chamado Defyrus, que está esperando para testar a segurança do tratamento em humanos, que  deve começar antes do final de 2014.

Fonte: IO9

© 2008 Astraliza Entretenimentos. All Rights Reserved.

Please publish modules in offcanvas position.