×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 62

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 815

sexta, 07 novembro 2014 00:00

I Fórum do Programa Bolsa Família em São Pedro da Aldeia – Além de uma discussão de Políticos

Written by

No ano da eleição, muito se falou do “Bolsa Família”, a palavra “Programa” ficou extinta das discussões – que concentraram-se em políticOs, com discursos equivocados de muitos que desconhecem políticAs públicas.

O Município de São Pedro da Aldeia, de médio porte, considerado pequena no litoral do Rio de Janeiro saiu à frente, realizando o I Fórum do Programa Bolsa Família, nesta sexta-feira, cujo o tema foi "Condicionalidades". Ester Chumbinho - Secretária de Governo da Assistência Social e Direitos Humanos e primeira Dama do Município abriu o evento e não conteve a emoção diante de aproximadamente 400 participantes que ocuparam o no Teatro Municipal Dr. Átila Costa, chefes de famílias beneficiários do programa Bolsa Família. Entre lembranças pessoais, da trajetória do Prefeito, destacou o trabalho desenvolvido por sua Secretaria.

É compreensível a emoção, e não precisa ser parte envolvida deste trabalho. Eram pessoas simples, humildes, buscando condições melhores que uma história de exclusões e alienações não permitiu. Pessoas que podem acumular seus pecados, podem acomodar-se não no valor que recebem em dinheiro, mas nos estigmas que lhes são impregnados. Pessoas que no ano de eleição, onde a ideia é mudança, renovação e evolução, foram retratadas como “vagabundos”, entre outros termos pejorativos, típicos de uma classe alienada não pela exclusão, mas pela preguiça de ser, onde nos canais que se manifestaram, possuem vidas perfeitas, em um “país” que julgam um dos piores, e exibem suas vaidades, devaneios, imaturidade, que quando falam de “bolsa família”, a sua ignorância, barbárie ficam expostas, e contribuição para uma sociedade longe do almejado, mas com manifestações atreladas ao vandalismo, discursos autoritários , com incitação constante  ao ódio, às agressões e  à discriminação. Ou não é isso que temos vivido?

A iniciativa coloca em destaque o Município, que tem investido na Assistência através da busca da hesitação das políticas públicas deste setor, no investimentos em capacitação dos profissionais envolvidos e na promoção de eventos como este, que criam um canal de participação popular direta.

O Palestrante Convidado Jean Silveira, representante da Coordenação Estadual do Programa Bolsa Família elogiou a iniciativa, e oportunidade de estar diante dos beneficiários. O espaço aproximou a Gestão e Profissionais que trabalham com as famílias. Foram expostas as condições para participar, destacando a promoção da saúde e educação das famílias em questão. Estes participaram através de perguntas polêmicas, demonstrando estarem atentos. Todas as questões foram respondidas. Com profissionais e usuários comprometidos presentes, foram destacados nossos direitos, entre eles o de cidadania, longe de qualquer discurso ou interesse partidário, tão reducionista e compartilhado no país no mês anterior. E em sua maioria mulheres e negras, puderam exercer um protagonismo marcante para São Pedro.

Dividido em dois momentos, manhã e tarde, atingiu cerca de 800 pessoas. Complementaram a Palestra, a ilustração em vídeo e apresentação de crianças e adolescentes que participam de Oficinas do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Sociais e Familiares ofertados nos Centros de Referência e Assistência Social do Município, que possui seis Centros, que atendem áreas de abrangências distintas.

O Fórum marcou também a nova fase da gestão do Programa, que inaugurou no dia anterior um novo endereço, no Centro da Cidade, coordenado por Simone Santos.

Mais pessoas, além da vida virtual, e do conhecimento redundante em torno da ausência de experiências do próprio umbigo, estão envolvidas em PROGRAMAS como este, que tiraram o País do Mapa Mundial da Fome. Coordenadores, Assistentes Sociais, Psicólogos, Gestores da Assistência, Saúde, Educação, agentes capacitados, entre outros trabalham, no sentido acordar cedo, dedicar-se 1/3 do seu dia, para que este funcione.

Para conhecer os diversos Programas Sociais para inscritos CADUNICO, Cadastro Nacional clica aqui

Conhecimento Astraliza! 

© 2008 Astraliza Entretenimentos. All Rights Reserved.

Please publish modules in offcanvas position.