×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 62

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 815

sexta, 06 janeiro 2012 20:43

Campanha contra uso de drogas na Bahia

Written by

Os cantores Bell Marques e Cláudia Leitte, o campeão mundial de MMA, Júnior Cigano, entre outras personalidades do cotidiano baiano, fazem parte da nova campanha contra o uso de drogas, promovida pela Secretaria da Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP). A campanha traz uma surpresa, revelando que estes famosos – que não cobraram cachê – são dependentes, viciados ou usuários, porém, não das drogas, mas de tudo que faz parte do lado positivo da vida, como suas conquistas, alegria e sucesso.

Com um formato leve, descontraído, mostrando rostos sorridentes e felizes, desta vez as peças publicitárias criadas pela agência Engenho Novo não atacam ou criminalizam o uso das drogas, mas apontam para uma alternativa de vida saudável como meio para se conquistar a felicidade. Também participaram como voluntários da campanha Margareth Menezes e Leo Santana, cantores, o professor Jorge Portugal, os jogadores de futebol Giovanni e Marcelo Lomba, e a chef de cozinha Dadá.

“Nós estávamos baseados na repressão e queremos sair deste contexto e mostrar às pessoas os benefícios de uma vida sem uso de entorpecentes”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa. Segundo ele, a campanha visa ao esclarecimento. “Não há nada melhor do que a informação para evitar que os jovens, principalmente, façam uso de substâncias entorpecentes. Nós atacamos por todas as frentes, esta é uma campanha importante e nós queremos mudar a visão de que Segurança Pública só se faz com medidas repressivas”, disse o secretário.

Pacto pela Vida

Maurício Barbosa informou que a campanha faz parte do Programa Pacto pela Vida, que possui ações preventivas e de tratamento dos dependentes químicos, especialmente do crack.

Iniciativa resulta de pesquisa e trabalho de diversas secretarias

O coordenador da campanha, Carlos Sarno, disse que as novas peças estão sendo veiculadas na TV, no rádio, em outdoors, busdoors, etruck, elemidia, na internet e, possivelmente, também serão apresentadas no cinema.

“A iniciativa é a continuidade de um longo trabalho que está sendo realizado há dois anos. Já relacionamos o crack droga ao craque de futebol, mostrando as pessoas que se davam mal optando pelo entorpecente, e as pessoas que abriam possibilidades de crescimento em sua vida, por exemplo”, afirmou Sarno.

Estratégia

Carlos Sarno enfatiza que a campanha não criminaliza, não ameaça, mas oferece uma opção para o cidadão viver como estas pessoas que são bem-sucedidas, alegres, felizes e não usam drogas. É o resultado de uma grande pesquisa nas áreas de saúde, psiquiátrica, marketing, entre outras.

Sobre a estratégia, Sarno disse que tão logo apareceram as primeiras peças, já começaram a ser comentadas nas redes sociais. Segundo ele, o outdoor criou um primeiro impacto, relacionando o rosto feliz de pessoas conhecidas a termos comumente utilizados para se caracterizar usuários, mas guardando uma surpresa para outro momento da campanha.

“Foi feito assim porque hoje temos uma saturação de informação na publicidade, então, é preciso elementos para se chamar a atenção. Depois, mostramos que estas pessoas são viciadas, dependentes, em alegria, em música, em Carnaval, e não em substâncias psicoativas”, afirmou Sarno.

Fonte: Secretaria de Comunicação da Bahia

© 2008 Astraliza Entretenimentos. All Rights Reserved.

Please publish modules in offcanvas position.